Um dos problemas com este tipo de cancro é que nos seus estadios mais precoces pode passar completamente desapercebido, não causando dores nem alterações significativas no exame físico. A vantagem da visita regular ao seu médico é que em muitos casos ele pode detetar as alterações precursoras ou mesmo o cancro nas suas formas mais precoces.

A questão do diagnóstico precoce reveste-se da maior importância e, se bem que uma consulta anual com o seu médico seja fundamental, é provável que acabe por ser o próprio doente o primeiro a notar algum tipo de sintoma ou alteração na sua boca ou garganta que implique um exame médico de imediato.

Diagnóstico

Cabe ao seu médico avaliar o significado dos sintomas e sinais, que podem ser comuns a outras patologias. Para isto o médico executa não só a inspeção da cavidade oral, mas também a palpação digital da mesma em busca de anomalias.

Tratamento

O tratamento do cancro oral constitui habitualmente uma abordagem multidisciplinar.

Fatores de Risco

Saiba que comportamentos podem ajudar a que a doença faça parte da sua vida.

Sabia que...